YouTube: plataforma vai remover vídeos com informações falsas sobre vacinas

YouTube: plataforma vai remover vídeos com informações falsas sobre vacinas

O YouTube quer acabar com a desinformação sobre a Covid-19. A partir de agora, os administradores da plataforma vão remover qualquer tipo de conteúdo com fake news sobre as vacinas que estão sendo usadas atualmente.

A empresa cita como exemplo vídeos falando que as vacinas causam efeitos colaterais além daqueles já reconhecidos pelas autoridades. Também é proibido falar que as elas não funcionam no combate contra a doença ou citar ingredientes que não existem na composição dos imunizantes, como material biológico retirado de fetos humanos.

Ainda há casos de teorias da conspiração, alegando que as vacinas carregam dispositivos para rastrear ou identificar as pessoas que as tomaram.

Mesmo com o critério mais rigoroso, há exceções. O YouTube diz que vídeos com experiências pessoais com as vacinas ou então contanto histórias dos imunizantes, incluindo fracassos, estão liberados.

A empresa afirma que pratica o banimento de conteúdos antivacinas desde o começo da pandemia, e que já apagou mais de 130 mil vídeos.

 

Olhar Digital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *