“O Windows está verificando uma solução para o problema”: o sistema exibe essa mensagem quando um programa em execução trava o computador. A janela do erro dá a opção de cancelar o processo, mas usuários podem não saber como proceder diante do bug misterioso. Clicar no botão “cancelar” é bom ou ruim? Um funcionário da Microsoft revelou na última semana pelo Quora, plataforma online de perguntas e respostas, o que acontece com o computador quando o sistema tenta encontrar uma correção automática.

O engenheiro de software Mark Phaedrus admite que é raro obter uma resposta imediata do sistema, mas garante que o mecanismo envolve uma sequência de tarefas para tentar resolver a falha, executadas enquanto o usuário vê a mensagem de erro.

Segundo Phaedrus, o assistente entra em ação assim que um programa trava no computador. A primeira missão é reunir o máximo de informações possíveis a fim de identificar a causa do defeito. Depois de analisar os dados, o sistema determina uma assinatura para o erro com o objetivo de facilitar a análise por parte do suporte da Microsoft.

“O desenvolvedor não sabe dizer o que provoca uma falha ao observar apenas uma assinatura. Mas se duas ou mais falhas tiverem a mesma assinatura, elas provavelmente têm a mesma causa”, explica a resposta de Phaedrus publicada no Quora.

O passo seguinte envolve o compartilhamento do relatório com a Microsoft, desde que haja conexão ativa com a Internet e não exista nenhum bloqueio de privacidade no PC que impeça o envio de dados — se o usuário configurou o Windows para não enviar diagnósticos, o recurso pode não funcionar. Uma vez que a informação alcança os servidores da empresa, a empresa pode liberar correção automática ou, o que é mais comum, encaminhar a falha para providências internas.

O funcionário diz que apenas vários registros do mesmo tipo de erro fazem com que a Microsoft destine um desenvolvedor para encontrar uma solução. Se o bug identificado no seu PC não surtir efeito algum, é possível que a Microsoft não tenha registros suficientes para justificar tomada de providências por uma equipe de suporte.

O engenheiro admite que a ferramenta nativa do Windows não costuma liberar correções automáticas com frequência. “É muito raro, mas pode acontecer”, reconhece.

Via Quora