Dos mais de R$ 66 mil arrecadados com venda de ingressos, mais de 90% é usado para pagar despesas no estádio Albertão. Borderô detalha menos de 4 mil torcedores presentes

O público na vitória do River-PI sobre o Bahia, que resultou na classificação do Galo à segunda fase da Copa do Brasil, andou longe do esperado. Apenas 3.972 torcedores assistiram à partida no estádio Albertão, em Teresina, segundo os números do borderô publicado nesta quinta-feira no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O local tem capacidade liberada para 13 mil lugares, porém o documento detalhou 5.420 ingressos disponíveis.

A venda de ingressos totalizou R$ 66.245,00. Porém, o valor que chegou ao clube foi irrisório. Do montante arrecado, mais de 90% do valor foram gastos com despesas da partida. Entre elas:

  • Aluguel do campo: R$ 10,5 mil
  • Impostos: R$ 6,6 mil
  • Arbitragem: R$ 17 mil
  • Segurança privada: R$ 4,4 mil
  • Lanches do policiamento: R$ 800
  • Total das despesas operacionais: R$ 42,6 mil

 

Com o desconto das despesas, apenas R$ 6.249,49 foram divididos entre os clubes. Como o River-PI venceu, ficou com 60% do valor líquido (R$ 3.749,69), e o Bahia ficou com 40% (R$ 2.499,80).

O valor de River-PI x Bahia ficou bem abaixo ao do ano passado, quando o Galo recebeu o Fluminense pela primeira fase da Copa do Brasil. À época, foram arrecadados R$ 129 mil com a venda de ingressos (exatos R$ 129.760,00), e o Tricolor do Piauí ficou com R$ 17 mil (R$ 17.316,08). A equipe carioca embolsou uma quantia de R$ 25.974,11. Dos 8 mil ingressos disponíveis, 4.217 foram vendidos. O público total foi de 4.657 torcedores no Albertão.