River e Flamengo empataram em 0 a 0, na noite deste sábado (29), no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina (PI). A partida, adiada da 4ª rodada por conta dos jogos do Galo na Copa do Brasil, foi marcada por poucos lances de perigo, confusão entre atletas e três expulsões. O resultado complica a vida dos dois times no Campeonato Piauiense.  O River volta a jogar na terça-feira (3), contra o Ceará, pela Copa do Nordeste. O jogo foi transferido para o Lindolfo Monteiro por conta da interdição do estádio Albertão. Pelo Campeonato Piauiense, o Galo visita o Altos no próximo domingo (8), em outra partida adiada do torneio.

Na quarta-feira (11), o Flamengo enfrentará o Altos, fora de casa, pela 9ª rodada do Campeonato Piauiense.

A partida foi no Lindolfo Monteiro após decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que interditou o estádio Albertão depois dos atos de violência de torcidas organizadas no dia 9 de fevereiro, na partida entre River e América (RN), pela Copa do Nordeste.

O primeiro tempo foi de pouca criação e, com isso, raras chances de gol. As melhores só surgiram no final da etapa. O Flamengo quase abriu o placar com uma cabeçada de Rian, que o zagueiro Wagner tirou de cima da linha do gol, também de cabeça. Minutos depois, Emerson respondeu pelo River. O volante arrancou pelo lado direito e chutou na trave direita de Robson.

O segundo tempo melhorou em movimentação, ainda que boas jogadas não tenham terminado com bola na rede. Índio Pernambucano, que entrou no segundo tempo, deu mais velocidade ao ataque o rubro-negro. No tricolor, Marcelo Vilar tirou Bismarck e deixou o River com quatro atacantes de ofício em campo: Érico Júnior, Valdo Bacabal, Luccas Brasil e Romário (depois substituído por Cris Maranhense).

A pressão era maior do lado do River, que chegou a ouvir gritos de “Vergonha, time sem vergonha” por parte de torcedores no setor da geral. Nos últimos 10 minutos, o Flamengo ganhava tempo. O goleiro Robson levou cartão amarelo por retardar a cobrança de tiro de meta. Jogadores do Leão também caíam campo reclamando de cãímbras.

A partida terminou com confusão dentro de campo. Nos acréscimos, jogadores dos dois times começaram a brigar após falta sofrida pelo River no meio do campo. Cris Maranhense e Luccas Brasil, do River, e Correia, do Flamengo, foram expulsos.