Home Dicas Piauimidia Piauí Conectado aumenta capacidade de Wi-Fi gratuito para população acompanhar informações sobre...

Piauí Conectado aumenta capacidade de Wi-Fi gratuito para população acompanhar informações sobre o Coronavírus

54
0

Diante da pandemia do Coronavírus que atinge o Brasil e das recomendações de prevenção à doença da Organização Mundial da Saúde (OMS), a empresa SPE Piauí Conectado se une às iniciativas de combate à doença e irá dobrar a capacidade da rede Piauí Conect nas praças e espaços públicos de Teresina, inaugurada na última quinta-feira (12). A internet passará de 40 Mbps para 80 Mbps.

Segundo o diretor-presidente da Piauí Conectado, Emerson Silva, o objetivo é estimular a população a se informar mais sobre a doença e possibilitar, por exemplo, a instalação do aplicativo “Coronavírus SUS”, lançado recentemente pelo Ministério da Saúde. “Estamos aumentando a banda dos PAPs de 40 Mbps para 80 Mbps para que os teresinenses possam acompanhar todos os dados oficiais, baixar o APP, se informar e tomar os devidos cuidados. Nossa preocupação é com a saúde pública do Estado que, até o momento, ainda não teve confirmações de diagnóstico da doença, mas está em alerta”, frisa Emerson.

No Piauí, a população acompanha as informações oficiais sobre a pandemia pelo Portal da Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi). O coordenador de TI do órgão, Sinesio Almeida, comemora a inciativa e diz que é muito bem-vinda. “Agradeço, em nome da Secretaria de Saúde, a contribuição que o Piauí Conectado vem dar à população piauiense pois no momento em que vai disponibilizar mais capacidade de internet dos pontos de Wi-Fi gratuitos, vai facilitar a população a ter acesso a dados e aplicativos mais confiáveis. Na nossa página, por exemplo, temos os dados reais e todas as novidades a respeito do Covid-19 na nossa região”, enfatiza ele.

O presidente da Piauí Conectado também afirma que, diante das suspensões de aulas, trabalhos e eventos por recomendação do Governo do Estado, o aumento da internet também servirá como opção de lazer para os cidadãos. Diante da iniciativa, Emerson Silva chama a atenção para o cuidado das pessoas quando forem fazer uso da rede nos espaços públicos. “A Organização Mundial da Saúde recomenda que mantenhamos uma distância social de pelo menos um metro entre as pessoas, que os cumprimentos não contenham contato físico e que tomemos os devidos cuidados com a higienização. Pedimos que todos os teresinenses também sigam as orientações quando estiverem nas praças”, alerta.

A mudança na capacidade da Rede Piauí Conect começa partir desta quarta-feira (18) e a população já pode fazer uso do Wi-Fi livre para acessar o APP. Ao todo, 19 praças e espaços públicos da capital contam com a internet gratuita fornecida pela Piauí Conectado. São elas: Parques Potycabana e Zobootânico; Praça Nossa Senhora de Lourdes, no bairro Vermelha; Praça da Bandeira; Praça Pedro II; Praça do Gari; Praça do Conjunto João Emílio Falcão; Praça da Paróquia Cristo Libertador; Praça Madre Savina; Praça do Parque Vitória; espaço embaixo da Ponte Juscelino Kubitschek; Praça Sifrônio; Praça do Terminal de Ônibus do Bairro Mario Covas; Praça da Vila Operária; Central de Artesanato Mestre Dezinho; Praça do Bela Vista; Praça do Ginásio Mario Covas; Praça Firmina Sobreira; Complexo da Ponte Estaiada.

Para acessar a internet gratuita, basta ligar o Wi-Fi e selecionar a rede Piauí Conect no aparelho celular, criar um login após fornecer os dados solicitados e aceitar os termos de uso. A partir daí, a pessoa terá 80 Mbps de internet livre e segura disponível 24h.

Coronavírus SUS

O aplicativo é disponível tanto para Android como para IOs e possui o objetivo de conscientizar a população sobre o Covid-19. No APP, o usuário terá acesso a: informativos de diversos tópicos como os sintomas, como se prevenir, o que fazer em caso de suspeita e infecção e etc; mapa indicando unidades de saúde próximas; em caso de suspeita de infecção, o cidadão pode conferir se os sintomas são compatíveis com a doença; e área de notícias oficial do Ministério da Saúde com foco no coronavírus.

CCOM