A Delegacia de Repressão aos Crime de Informatica (DRCI), com apoio da Gerência de Polícia Especializada (GPE)  e Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (DINT SSP),  deflagrou a ‘Operação Péssimo Negócio’ nessa quarta-feira (11/12), em Teresina.

Esta operação tem como objetivo de cumprir dois mandados de prisão preventiva e um de prisão temporária, de homens e mulheres investigadas pelos crimes de estelionato e associação criminosa na capital.

Os investigados integram associação criminosa que, de forma habitual, praticava golpes usando a identidade de pessoas conhecidas na sociedade para falsas compras em sites e aplicativos de negociação direta, levando as pessoas que anunciavam seus produtos a erro.

As atividades investigativas de campo e diligências em ambiente cibernético, a Polícia Civil conseguiu identificar mais de 15 vítimas no Piauí, bem como identificar e localizar envolvidos nos crimes. Inicialmente foi presa uma mulher e no seguimento a investigação.

Foram presos preventiva de mais duas pessoas envolvidas nos crimes, produzindo falsos comprovantes de pagamento e realizando as negociações, bem como um motorista de aplicativo que recolhia os materiais também foi preso temporariamente. As prisões foram realizadas nas zonas Sul e Norte da cidade. 

São mais de 20 vítimas somente nos procedimentos já finalizados. O uso de dados e identidades falsas, na internet ou pessoalmente, segue sendo investigado pela Polícia Civil.