google

O Match Group, dono de diversos aplicativos de encontro, incluindo o Tinder, o mais popular deles, está processando o Google por suas políticas restritivas em relação às cobranças na Play Store, do Android. Segundo a empresa, o Google teria monopolizado ilegalmente o mercado de distribuição de aplicativos no sistema operacional para smartphones.

De acordo com o Match Group, o Google força os aplicativos a usar seu próprio sistema de pagamentos e, em seguida, recebe uma parte das assinaturas contratadas. A reclamação da empresa de aplicativos de encontros é parecida com a que a Epic Games abriu contra a Apple em 2020.

Epic Games processou a Apple

Na época, a editora de games criadora do Fortnite alegava que a Apple se comportava de uma maneira “anticompetitiva”, já que exigia uma comissão de 30% em compras no aplicativos na loja na App Store, do iOS, e mais uma série de acusações.

A juíza Yvone Gonzalez Rodgers decidiu que as reivindicações da produtora não eram procedentes, já que a Apple teria o direito de licenciar sua propriedade intelectual com uma taxa que “cumpre esse objetivo da maneira mais fácil e direta” com seu sistema de pagamento.

Via: The Verge