As 8h da manhã desta sexta-feira(14), 100% da frota do transporte coletivo foi paralisada, em protesto dos motoristas e cobradores contra a reforma da Previdência.  Longas filas nas paradas de ônibus se forma na Rua Areolino de Abreu, no Centro da cidade, e a previsão, de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sintetro), é que o retorno das atividades aconteça às 14h.

Representantes de sindicatos, movimentos estudantis e de partidos políticos discursam contra as mudanças nas regras na aposentadoria. Eles dizem que “não vão tirar os direitos dos trabalhadores”. No centro da cidade, na Praça Rio Branco os manifestantes vão percorrer a Avenida Maranhão,  em seguida, irão ao Palácio de Karnak.  Logo depois, partem para Avenida Frei Serafim.

O movimento #GreveGeral em Teresina tem tido grande adesão. Representantes da Adufpi, Fetag, DCE da Ufpi, Sindiserm, Sindicatos dos Bancários, Sindespi, CUT, dentre outras categorias, participam do monvimento.