O governador Wellington Dias reuniu-se, nesta segunda-feira (16), no Palácio de Karnak, com o presidente da Associação Piauiense de Municípios (APPM), Jonas Moura; com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, com o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, e com o secretário de Estado do Governo, Osmar Júnior, com o objetivo de anunciar as medidas integradas adotadas e as ações que serão desenvolvidas pelo Estado por conta da pandemia do novo coronavírus. O chefe do executivo piauiense suspendeu as aulas da rede pública estadual de ensino e estabeleceu regras para realização de eventos com aglomeração de pessoas. Ainda nesta segunda-feira, será publicando um decreto que estabelece a antecipação das férias na rede estadual de ensino, integrando com os municípios e a rede privada.

De acordo com Wellington, a orientação não é motivo para pânico, mas há a necessidade de trabalhar ações de prevenção junto aos municípios. “É preciso agora muita responsabilidade e, ao mesmo tempo, também trabalhar com aquilo que já se conhece sobre o coronavírus. Fizemos uma importante agenda com o prefeito Jonas Moura, a fim de fazer uma integração maior com os municípios. Daqui para frente, teremos um sistema de ampliação da qualificação de pessoal semanal, especialmente da área de Saúde, para a necessidade de trabalhar o tema em cada município. A Secretaria da Saúde vai disponibilizar uma videoaula, na qual tecnicamente se coloca o passo a passo para a forma correta de trabalhar, desde a parte ambulatorial até a parte clínica. Ao mesmo tempo, queremos trabalhar, em cada município, para que as pessoas com esse conhecimento possam ocupar os meios de comunicação e repassar as informações corretas para a população”, afirmou Dias.

O presidente da APPM mostrou-se preocupado com a situação e confiante de que, com o apoio do Governo do Estado, os municípios estarão preparados. “A intenção é que a gente possa alinhar as ações do governo federal e Governo do Estado junto aos municípios. Tive a iniciativa de pedir ao governador essa conversa exatamente para estarmos atualizados, saber como vamos proceder. Definimos com o secretário da Saúde as teleconferências toda semana, além do fornecimento de material básico para aqueles que estarão na linha de frente do atendimento e também, já aproveitando a presença do secretário Rafael Fonteles, para nos juntarmos ao Fórum de Governadores e à Confederação uma forma de nos prevenirmos na questão financeira. Obviamente, a questão em pauta aqui é a Saúde, mas a questão financeira vem como consequência desse problema. Então, estamos confiantes de que o Piauí vai enfrentar isso de cabeça erguida”, frisou Jonas Moura.

Comitê Emergencial
O Estado conta com um comitê emergencial formado por algumas secretarias e coordenado pela Secretaria de Estado da Saúde. “Entendemos que estamos diante de uma pandemia, uma emergência internacional, que é preciso que o governo todo esteja se movimentando no sentido de auxiliar na condução desse processo”, disse Florentino Neto. O gestor falou também sobre as férias antecipadas contidas o decreto. “Foi decidido que o decreto traz a suspensão do período de aulas. Estamos antecipando por 15 dias o período de férias. Havendo necessidade, podemos até prorrogar esse prazo. Também estamos aqui com o decreto que disciplina a realização de eventos públicos em ambientes fechados. Havendo a necessidade de realização de um evento, que seja em espaço aberto, podemos chegar até cem pessoas”, ressaltou o secretário.

O governador recomendou que a rede privada e de ensino superior também suspendam as aulas temporariamente. “A partir daquilo que estabelecemos em decreto, ou seja, assim como o Estado, os municípios estão trabalhando para antecipação, inicialmente por 15 dias, das férias na rede escolar e recomendamos também à rede federal e à rede privada, inclusive ensino superior, para que tenhamos, assim, um forte componente nesta área da prevenção”, reiterou Wellington.

 

CCom