Governador confirma queda na busca por leitos clínicos Covid, após medidas restritivas

Governador confirma queda na busca por leitos clínicos Covid, após medidas restritivas

A situação da saúde no Piauí foi pauta da reunião realizada nesta quarta-feira (24) entre o governador Wellington Dias e os secretários Osmar Júnior (Governo), Florentino Neto (Saúde) e ainda os superintendentes de Gestão da Rede de Média e Alta Complexidade, Alderico Tavares; de Organização do Sistema de Saúde, Jefferson Campelo e de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães.

Segundo o governador, o Piauí vive um processo de estabilização em alta. “Neste momento, temos 98 pessoas sendo atendidas na rede, inserida no código vermelho, mas que precisam de atendimentos especiais e não há vagas. Tem respiradores, atendimento médico, no entanto, muitas vezes, elas precisam de atendimento mais específico com cardiologista, neurologista. Estamos aqui fazendo esforço para atender essas pessoas”, diz.

Wellington Dias declara que houve uma diminuição da média de busca por leito clínico. “Tínhamos uma elevação e ficamos no patamar de 70 a 80. Isso demonstra que aquele dado na redução da transmissibilidade mostra uma queda no número de pessoas infectadas em relação há 15 dias atrás”, comenta, enfatizando que a diminuição da transmissão do novo coronavírus é resultado das medidas restritivas. “Estamos esperando que a transmissibilidade possa cair ainda mais no patamar abaixo de 1 e, assim, termos redução no adoecimento, no número de internações e óbitos, que estabilizou numa média considerada alta”, explica.

Antecipação de feriados

O governador agradeceu o apoio da Assembleia Legislativa que aprovou a antecipação do feriado de 12 de outubro para esta sexta-feira (26), que, assim como no sábado (27) e domingo (28) só funcionarão os serviços estritamente essenciais.

Na quinta, o governador diz que fará uma nova reunião com o Comitê de Operações Especiais (COE) para restrições nas praias e escolas. “Nosso objetivo é reduzir a circulação de pessoas. Estamos trabalhando com outros governadores para puxar outros feriados e, somando com os feriados da Semana Santa, termos uma redução forte na circulação de pessoas a fim de termos queda no adoecimento, internações e óbitos. Claro, nossa meta é, também, acelerar a vacinação”, declarou.

 

CCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *