Para proteger ainda mais os seus usuários, o Google anunciou que vai começar a limitar aplicativos menos seguros (LSAs) a terem acesso a dados do G Suite. Esses apps são aqueles que não pertencem à companhia, mas que podem acessar contas Google apenas com o nome de usuário e senha. Isso, segundo a gigante da tecnologia, torna as contas mais vulneráveis a ataques.

De acordo com declaração oficial da companhia, que já havia comentado há alguns meses que isso iria acontecer, usuários que tentarem conectar, pela primeira vez, um aplicativo considerado inseguro ao G Suite não serão autorizados. Isso começa a acontecer a partir do dia 15 de junho de 2020. Essa medida deve afetar usuários de serviços de email, contatos e calendários que usam protocolos CalDAV, CardDAV e IMAP, que passarão a permitir apenas o acesso via senha para os dados do G Suite.

Já os usuários que, previamente, se conectaram a aplicativos menos seguros antes do dia 15 de junho de 2020, poderão continuar a usá-los até que a medida seja colocada em prática de forma definitiva, em 15 de fevereiro de 2021.

O Google recomenda ainda que os usuários do G Suite passem a optar por aplicativos que suportem o método OAuth, que ajuda o Google a detectar tentativas de invasão, mesmo que os hackers tenham em mãos o nome de usuário e senha da vítima.

Fonte: Google Blog