A CBF divulgou nesta terça-feira detalhes do regulamento e da organização da primeira edição da Supercopa do Brasil. Flamengo (campeão brasileiro) e Athletico-PR (campeão da Copa do Brasil) decidem o título no dia 16 de fevereiro, no Mané Garrincha, em Brasília.

O evento teve a presentação de Dorival Junior e Wellington, representas do Furacão, e Jorge Jesus e Diego, pelo lado rubro-negro do Rio de Janeiro. Entre os principais temas, o equilíbrio foi debate. O português, inclusive, comparou o adversário ao River Plate-ARG e ao Liverpool.

– Nunca disse, mas vou dizer hoje: de todos jogos que jogamos, junto ao Liverpool e ao River, o Athletico foi a equipe que mais dificuldade nos criou. Muito forte. Não foi só de eu ter duas semanas de trabalho (à época). Muita qualidade coletiva e individual – avaliou Jorge Jesus, que foi eliminado pelo rival nas quartas de final da Copa do Brasil em 2019.

Dorival manteve a mesma linha de discurso e viu semelhanças entre as equipes.

– (O jogo) espelha as duas melhores equipes de 2019. É prazeroso para qualquer profissional estar à frente, disputando e defendendo as cores da equipe – disse Dorival.

À época da eliminação, os jogadores do Athletico-PR provocaram os flamenguistas com gritos de “cheirinho” e imitaram a comemoração de Gabriel. As brincadeiras foram lembradas na entrevista.

– Não é para ofender companheiros de trabalho. Futebol está chato. Hoje está quase proibido driblar (citando Neymar) – analisou Wellington.

– Não temos nenhum tipo de rancor em relação a esse tipo de atitude – afirmou Diego.