Em dois tempos distintos, o clássico foi resolvido no segunto tempo. O Botafogo foi bem superior na primeira etapa, levando perigo com Pedro Raul duas vezes – parou na trave e, depois, teve gol anulado pelo Var, enquanto o Flamengo pouco criou. Após o intervalo, a situação se inverteu. A equipe de Jorge Jesus cresceu de produção e tomou conta da partida: sem levar sustos, conquistou a vitória por 3 a 0 com Everton Ribeiro, Gabigol e Michael.

… Mas teve pênalti perdido também. Ou melhor, dois. Após Gatito se atrapalhar com a bola e derrubar Everton Ribeiro na área, a arbitragem assinalou pênalti. Na (primeira) cobrança, Gabigol, de cavadinha, acertou o travessão. No rebote, Diego marcou. O Var, no entanto, mandou voltar a cobrança. O camisa 9 foi mais uma vez para bola e, de novo, parou no travessão.

Por pouco, Pedro Raul não brilhou no clássico. No primeiro tempo, o camisa 9 foi o melhor em campo. Após cobrança de falta de Bruno Nazário, o centroavante, de carrinho, acertou a trave. No fim da etapa, ele ainda chegou a balançar as redes, mas teve seu gol anulado pelo Var – por impedimento.