O comércio eletrônico brasileiro teve crescimento de 15,1% em janeiro, na comparação com um ano antes, segundo levantamento do indicador SpendingPulse, informou a Mastercard nesta segunda-feira.

Já a média de crescimento de vendas pelo canal e-commerce em três meses até janeiro, foi de 18,9%, ante mesmo período de um ano antes.

O volume total de vendas do comércio eletrônico em janeiro (excluindo automóveis, materiais de construção, restaurantes e cama, mesa e banho) subiu: 1,1% ano a ano.

“Apesar de a taxa de desemprego ter melhorado gradualmente até o fim do ano passado, aumentando positivamente os resultados do comércio varejista, o índice de confiança do consumidor teve um pequeno declínio no início de 2020”, disse César Fukushima, diretor de análises avançadas da Mastercard no Brasil.

Os dados regionais mostram que o Sudeste teve desempenho acima da média, com crescimento de 2,1%, enquanto Norte (-0,9%), Nordeste (0,2%), Sul (0,7%) e Centro-Oeste (-4,7%) ficaram abaixo do registrado pelo varejo, na comparação ano a ano.